Monday, November 12, 2007

A Folha disse: Ruivas não têm nem dão sorte.




Estava escrito.
Li esta manhã. Passava das onze. Fiquei intrigada.
Dormi tão pouco... Meus olhos ficaram confusos,
não sabiam se sorriam ou se enchiam de lágrimas.
Mas já sei que sou assim, intensa. Afobada.
Não posso perder tempo.
Enquanto leio, dirijo e falo ao telefone.
Estava nublando o céu.
Coloquei a folha debaixo do braço e saí para um café no Jardins.
Mas foi diretamente da Barão de Limeira,
que surgiu o primeiro consolo.
Ela disse-me que eu não deveria dar tanta importância ao jornal
nem aos jornalistas de lá. Crédito!
Me fez comer peixe, coentro e pimenta.
Experimentos.
Minha resposta fora imediata...
Acredito nas pessoas de papel impresso.

Adorei o almoço, a companhia e a paisagem.
Vejo daquela janela dois prédios antiguinhos,
um verde, outro azul.
Colados.
Juntos, pairam no espaço
e carregam em suas cabeças gigantescas antenas.
Ficamos ligados.
Passei a entender curiosamente tudo assim,
de acordo com o que estava descrito:

“O MC1R (receptor 1 melanocortina) é o responsável pelo
cabelo ruivo nos humanos. Todo mundo tem este gene,
mas, nas pessoas ruivas, eles apresentam alterações.”

Desconfiava.
Sou geneticamente alterada.
Produzo melanina descontroladamente.
As sardas não mentem.

“O gene é do tipo recessivo, ou seja,
duas pessoas não ruivas podem ter um filho ruivo
porque carregam o gene”

É o caso de papai e mamãe.
Mas minhas nonas eram ruivas, as duas.
A culpa então é delas.
Tão somente.

“Cerca de 4% da população mundial tem
o gene do cabelo ruivo. Uma pesquisa da Universidade de Louisville,
nos EUA, revelou que pessoas de cabelos ruivos necessitam,
em média, de 20% a mais de anestésicos”.

Minha sensibilidade aquietou-se. Aliviou-se.
Como se permitisse ser assim, agora,
por haver esta explicação científica.
Permite-me pedir tudo com 20% de acréscimo.
E ter.
Pode me dar 20% a mais de carinho?
Me vê 20% a mais dessa sobremesa?
Que mimo... Agora tenho este trunfo.
20% a mais de cerveja, de abraços,
de amigos, de festinhas, jantares...
Adorei!

“O preconceito ligados aos cabelos avermelhados
vem de longa data: ruivos eram sacrificados no
Antigo Egito e tinham sua imagem associada a bruxas
e vampiros na Europa.”

Aff! Que medo.
Tive a impressão que algumas pessoas
sempre souberam disso.
Compreendo a hostilidade alheia.
Achava que era gratuita.
Mas pior, é crença.

“A figura dos ruivos também é ligada ao azar.
Na Idade Média, mulheres evitavam ter orgasmos
durante o período menstrual como forma de evitar filhos ruivos”

Mesmo assim eu ainda quero um bebê ruivo pra mim...

“Na Escócia, há uma superstição sobre a
primeira visita que se recebe no ano:
convidado ruivo é sinal de má sorte.”

Alguém quer companhia para o Reveillon?

Não vale.
Tenho direito de resposta?

Responda-me aí!

7 comments:

Adriane Hagedorn said...

eu me candidato a receber o primeiro "feliz ano novo" vindo desta garota ruiva!
acho que tbm carrego essa necessidade por mais 20%. sou filha de ruiva, vale?
e eu tenho a prova de que vc pode contestar a folha. há uns dias lhe disse que vc fez eu baixar drasticamente a compra de dorflex e tylex extra forte.
os moços da droga raia até ficaram preocupados achando que eu fazia uso de outras substancias! rsrs.
viu só! vc faz bem as pessoas! e se fosse uma encarnaçãod e uma bruxa medieval, não seria a rainha lider do clube da fofura!!
e nem despertaria tantas olhares por aí!
não acredite em tudo que a folha diz. como fala meu pai, "o papel aceita tudo". rs. (ai, ai, que frase dangerous, quando dita por uma jornalista).
tenha um dia incrivel!!

Anonymous said...

Por anos tive um gato preto (gata) e fui muito feliz com ele (ela).

Bianca said...

Mesmo assim eu queria ser ruiva...
Desde pequena.
Achava que eram excessões.
Os demais (eu também), eram comuns!

Fernanda Sbragia said...

A folha não sabe de nada.

Me link, Lu.

Beijos mil!!!!!

Gabi Sikorski said...
This comment has been removed by the author.
Gabi Sikorski said...

Hahahaha! Sensacional! Adorei!
Desde pequena eu quis ter a graça dos cabelos ruivos, mas foi um sonho frustrado.
Aliás, os ruivos são discriminados por crenças históricas, por mitos divertidos...
e as loiras?
ah, outra frustração!
hehehe
Parabéns, adoro esse blog!
(:

fernando said...

os filhos da finada Princesa Diana são ruivos.. imagine se ninguém quisesse passar o Ano Novo com eles!!! rss... e imagine se todas as bruxas fossem lindas como vc!!!!
bjs!!
fernando