Saturday, February 07, 2009

É tudo verdade.

Desde pequena sabia o que queria ser.
Os papéis que queria desempenhar.
Desenhava para isso.
Passava tardes e noites em cima da escrivaninha,
rodeada de lápis coloridos e canetinhas.
Quando chegou a hora de escolher a faculdade, já sabia!
E os pais não interferiram nas decisões dela.
Nunca.

Quando resolveu se casar, simplesmente foi ao cartório.
Quando resolveu separar, foi simples, voltou ao cartório.
Mudou de cidade.
Experimentou de tudo que queria.
Escolheu.
Parcerias.
Fez os amigos que lhe convieram.
Sempre parecia saber o que desejava.
Não restavam-lhe dúvidas.
Algumas.

Mas houve um tempo em que ela se perdeu.
Talvez por meses, não sei.
Passava tardes e noites em cima da escrivaninha,
rodeada de lápis coloridos e canetinhas.
Desenhando o cenário que via.
Desesperou-se com sua hipocrisia.
Desde pequena sabia as mentiras que queria.

3 comments:

Diogo Teodoro said...
This comment has been removed by the author.
Diogo Teodoro said...

Luiza,

Hoje vi o trabalho de um artista chamado Marc Johns, e lembrei do seu blog. Dá uma olhada, me diga o que você acha. Abraços.

MARC JOHNS´ BLOG

MARC JOHNS´ FLICKR
MARC JOHNS´ FLICKR

Marassi said...

Se me permite, listei seu blog no meu meu aplicativo. Palavras sensatas devem ser passadas a frente. Caso se importe, me avisa para que eu retire.

Seu post surpreende, mais uma vez.
Parabéns.